Vestir bem e á homem…

Como devem ter reparado tanto eu como a Miss Modas somos apreciadores de vestuário, reparem não digo moda, pelo menos por mim falo. Apesar de trabalharmos no ramo, não pertenço ao grupo que espera ansiosamente pelas semanas de moda de Paris ou Nova Iorque ou então vai ao Portugal Fashion ou ao Moda Lisboa. Não sou um expert e muito menos “Fashion Victim”.

Porém sou alguém minimamente esclarecido e como tenho uma personalidade ecléctica isso traduz-se na minha forma de vestir. Modéstia à parte… Não me visto mal.

No meu roupeiro conto com, os tradicionais fatos Azul-escuro e Cinzento, blazer Azul-marinho com os botões dourados, que posso coordenar com calças Chino a contrastar ou com um par de Jeans, como parte de cima qualquer camisa lisa ou com riscas verticais de botões e colarinho, sim esqueçam a camisa com colarinho “Mao”, a qual posso complementar com ou sem gravata.

mao

Se quiser ser mais radical, troco os meus “Monk Strap” por um par de “New Balance” isto naquilo que ao calçado diz respeito e sinceramente… O “casual chic” fica sempre bem. A Miss Modas adora… “If you know what I mean!”

monknb

Conto ainda com vários tipos de camisa, desde as incontornáveis camisas brancas e azul-escuro, passando pelas camisas de ganga com lavagem clara e lavagem escura sem esquecer camisas com riscas verticais e aos quadrados. O corte aqui também varia desde o modelo tradicional até ao “slim-fit”, mais justo e chegado ao tronco.

Tal como mencionei alguns parágrafos atrás tenho chinos e os indispensáveis, para o homem do século XXI, jeans de tudo quanto é lavagem, corte e cor. A variedade passa dos cortes mais largos, até aos “Skinny” (tipo as calças que as nossas colegas do liceu usavam, denominadas de “City Jeans”, pois… agora os homens também usam). Quanto às cores tenho, preto, cinzento e a cor natural da ganga, claro que esta se subdivide em lavagens mais escuras ou mais claras.

denim classydenim classy IIjeans

Nos pés além de uma alargada variedade de ténis, para os dias de mood mais casual ou desportivo tenho ainda os os “Monk Strap” e os tradicionais “mocassin” em pele preta para moods mais clássicos.

mocassinn

Como agasalho não faltam os clássicos “pullovers” em várias cores, com gola em “v” ou redonda. Por favor, evitem colocar as mesmas às costas com o tradicional “laço” ao peito… Por favor! Estas resultam muito bem, quer com camisa ou com uma t-shirt branca ou por dentro.

Blusões em pele, preto ou castanho e claro se quiserem ser perfeccionistas, têm a camurça, mas isto é só para os apreciadores.

chino

A “canadiana” para mim é uma referência pois desde miúdo me habituei a vê-las ser usadas quer pelo meu pai e tios. É daquelas peças que fica bem com qualquer coisa e única preocupação é combinar com as cores.

duffle

Convém ter um impermeável para os dias chuvosos e pouco mais falta.

Daqui para a frente é só pormenores, que vão desde a escolha das peúgas passando pelo relógio até à capa do telemóvel.

mauricepulseirapersol

Eu sei… “to much to retain on one glimpse”! Muito bem, prometo periodicamente apresentar imagens referências com looks adequados para cada situação ou estados de espírito.

Prometo que será útil, seja porque és homem e por vezes vezes tens dúvidas ou simplesmente não é a tua praia e mesmo assim não queres fazer má figura ou então, és mulher e o teu marido ou namorado simplesmente não estão nem aí… Mas tu estás!

Agora aguardo os vossos comentários e sugestões pois só assim posso realmente saber se respondo às vossas necessidades.

dress well

Abraço!

Sir Modas.

Anúncios

O Outlet do Norte

Se não conhecem este outlet, gostam de marcas como Carolina Herrera, Mickael Kors, Nike, Bimba & Lola, Ralph Lauren, Salsa, entre muitas outras, agradeçam-me sob a forma de comentários e likes vários a este post (pelo menos) porque acabo de vos fazer poupar muito dinheiro. Ou gastar, depende da perspectiva.
O que é certo é que lá podem adquirir produtos actualíssimos das ditas marcas com descontos até 70%.

Um dia da semana passada uma amiga minha e do Sir Modas, comentava comigo que gostava muito de uma carteira da Massimo Dutti da gama limited edission que custava 279€. Como temos gostos similares disse-lhe que no Factory em Vila do Conde, encontrava carteiras na loja da Carolina Herrera tão ou mais giras que aquela pelo mesmo preço ou menos até. Dito e feito, esta semana já anda com uma mala da Carolina Herrera bem gira e garanto-vos, bastante acessível! Tendo em conta que não se compram carteiras CH por menos de 500€ em lojas não outlet e ela gastou cerca de 200€…

O Sir Modas e eu somos clientes frequentes, façam uma visita que não se vão arrepender e já sabem, não se esqueçam depois de agradecer! 😉

*Miss Modas*

55_Logo Vila do Conde Horizontal negro

getafe_the_style_outlets_4

Shopping spree Italy

Achavam que não vos escrevíamos de Itália?

Claro que sim!!!

Só uma visita rápida para vos dar conta das compras espetaculares que fizemos nos saldos italianos! 😀

Ficam as imagens a ilustrar!

Eu comprei duas t-shirts maravilhosas e umas alpercatas leopardo com 50%desconto numa loja multimarcas, um verdadeiro achado:

Céline Paris

O Sir Modas comprou uma t-shirt, numa outra loja multimarcas, de uma marca que desconhecíamos mas que acontece ser bastante acessível para o bom ar que tem, esta sim foi a verdadeira pechincha porque também estava com -50%…

image

E assim foi até ao momento, para não acharem que viemos a Itália só a banhos! 😉

Até breve!

*Miss Modas*

 

Novas aquisições

Adoro comprinhas inesperadas!

Hoje depois de uma corrida esforçada matinal, seguida de almoço no Reitoria, fomos dar uma volta com intuito de tomar um café e como já há muito que andava à procura de umas alpercatas douradas entrei na Paez por descargo de consciência… E não é que existia um par do meu tamanho de uma desistência de uma reserva? Pura sorte!

Lá vim eu toda pimpona com o Sir Modas, dei dois passos e parei na montra da Clérigos in, com os olhos nas sabrinas da Chiara Ferragni… Entramos e entre tudo o que lá têm de maravilhoso, vi umas pulseiras Hipanema lindas… E comprei uma em tons de verde água…

E é isto! Não posso sair de casa basicamente, o Sir Modas ainda disse: “queres ir à Marc Jacobs” tão querido! E eu respondi que não claro porque não confio no meu bom senso quando já vou com este lanço todo, mais vale parar enquanto é tempo! 🙂 Mas gostei do gesto e vim feliz embora!

So far a happy saturday! Depois contamos mais sobre o Reitoria!

*Miss Modas*

20140712-175730-64650248.jpg

20140712-175732-64652463.jpg

20140712-175952-64792736.jpg

20140712-175955-64795355.jpg

*Miss Modas*

Fred… Espero ansiosamente por sexta-feira… E não é por ser segunda.

É que o prazo de entrega estimado para a minha mais recente compra online, será na próxima sexta-feira… Sou um fã condicional (depois explico melhor) desta marca com a qual tenho tido boas experiências de compra.

São vários os artigos que adquiri na sua loja online, desde vestuário a acessórios.

Desta feita, partilho a compra de um polo tal como podem ver pela imagem aqui contida, não se trata de mais um. Trata-se de uma edição comemorativa dos oitenta anos, da primeira de três vitórias de Fred Perry em Wimbledon. É daquelas peças que depois de muito uso e desgaste, guardas como recordação… Sim, eu sou esse tipo de pessoa.

Acredito em peças intemporais, as quais podem ser guardadas e preservadas mesmo quando já não as usas.

Tenho uma t-shirt da Lacoste que não uso mas guardo uma vez tratar-se da edição comemorativa de Roland Garros. O mesmo acontece com uma raquete Donnay em madeira, que obviamente não uso nas minhas partidas mas guardo e preservo.

Bom, este post não é obviamente sobre as minhas “taras e manias”, mas antes sobre o processo de compras online de umas das mais clássicas e emblemáticas marcas de Sportswear e Urbanwear do mundo, da qual sou fã desde a infância (depois explico melhor).

Comprometo-me a partilhar convosco o processo até à recepção da peça, desembalamento incluído.

Abraço!

*Sir Modas*

 

fredfred01fred02fred03

 

Pitti Immagine Uomo – Muita pinta junta pá!

Arrancou no passado dia 17 de Junho e encerra hoje, aquela que considero como a Feira de Moda mais “trendy” do mundo.

 

Conheço a “Bread & Butter Berlin”, claro que segundo reza a crítica esta era bastante melhor quando se realizava em Barcelona, mas como conheço apenas a de Berlin é por aqui que a minha avaliação é feita. Tenho ainda presente a “Coterie” em Nova Iorque, uma “Who’s Next” em Paris entre outras. Mas meus amigos, esta é absolutamente única.

Eu posso explicar.

Localizada em Itália. Na cidade de Florença. No interior de uma Fortaleza Renascentista de seu nome “Fortaleza da Basso”, obra do arquitecto Antonio de Sangalo, tendo como mecenas umas das mais conhecidas famílias Italianas, os Medici. Ok, alguém dirá que a Bread & Butter se realiza no interior de um aeroporto Alemão do período nazi, tudo bem isso também conta… Meus caros, as semelhanças ficam por aqui.

A cidade em si é absolutamente deslumbrante, berço do Renascentismo, detentora de um património artístico soberbo e para falar apenas de algumas, Ponte Vecchio, Catedral Santa Maria del Fiore, Santa Maria Novela isto sendo absolutamente contido.

Também penso na gastronomia claro… Quem não o faz?

A feira em si, é igual a tantas outras, com as mesmas marcas, os mesmos stands, uns mais apetrechados ou inovadores que outros. Mas quando se atravessa as portas da feira e se olha não para os modelos que cada uma das marcas obviamente contrata por razões óbvias, mas antes para os próprios visitantes, é um espectáculo dentro do próprio espectáculo.

Quando lá estive em representação da marca para a qual trabalho, recordo o meu estado de admiração/inveja, para tanto bom gosto acumulado por metro quadrado. Efectivamente as pessoas não eram todas lindas ou respeitavam aquilo que se pode considerar como os padrões ideais de beleza… Não… Não é isso. Trata-se única e exclusivamente do mais puro e exponenciado ao limite CHARME e BOM GOSTO. Os detalhes estavam lá todos, coordenados apesar de todos diferentes estão efectivamente ao mesmo nível. Não falta nada, desde o cinto ao calçado, dos óculos de sol às pulseiras e relógio, enfim um verdadeiro festim visual. Isto tanto nelas como neles.

Reparem, não me refiro ao “overdressed” que efectivamente vemos diariamente culpado de tanto ruído visual e dores nos olhos, mas de algo absolutamente diferente.

Para os ajudar a compreender um pouco melhor, basta perceber que o maior número de fotografias tiradas no decorrer da feira, não acontece propriamente nos desfiles mas nos corredores das feiras ou nos acessos exteriores à mesma e sim os alvos são os anónimos ou não, estupidamente charmosos.

 

 

Fotos By Sir Modas

Basso - Pitti Pitti Pitti Pitti

 

Saldos, Soldes, Rebajas, Sales!

Esta é uma época frenética! Para quem trabalha no retalho sabe do que estou a falar, para quem trabalha no retalho online, como eu, então o que dizer!

Mas não é só a nível profissional. Nós também somos consumidores… E geralmente daqueles com “C” grande…

Para nós a chuva de newsletters da concorrência são uma dor de cabeça dupla: podem eventualmente roubar-nos vendas e por outro lado aliciam a nossa veia semi-adormecida de consumidoras ávidas!

Vêm repletas de produtos maravilhosos a preços incríveis, com cores que apelam ao reconhecimento das nossas marcas preferidas, tudo para nos desviarem do caminho sagrado da contenção, o chamado “apertar o cinto” ao qual nos convertemos por razões óbvias: ai a crise e a troika, o orçamento de estado e o tão debatido aumento do IVA. Além desta panóplia de motivos há um outro bastante considerado também que é o facto de estarmos nos meses que antecedem as férias… Há toda uma dicotomia saldos – férias que nos causa níveis de ansiedade e frustração elevadíssimos!
Claro que fazemos contas à vida e estamos a poupar para as tão desejadas férias, pelas quais andamos a suspirar desde que terminaram as do ano transacto!

Mas também todas nós queremos aquela peça da Massimo Dutti que andamos a namorar há meses e que sabemos que vai desaparecer rapidamente, já que todas as outras clientes, que como nós andam a adorar a bendita blusa, (top, saia, vestido, carteira, sandálias etc – sim porque na Massimo Dutti é tudo bonito), aguardam religiosamente o envio da newsletter para correrem para a loja (online ou física) e açambarcarem as peças must-have da estação com descontos espectaculares!

Ainda se fosse só a Massimo Dutti a nossa tentação… Há também a Salsa, a Lanidor, a Bimba & Lola, a Uterque, enfim, há um sem fim de marcas que no nosso dia a dia evitamos comprar porque são efectivamente mais caras, mas depois nos saldos ou não encontramos o nosso tamanho ou então, vemos muita coisa que gostávamos de ter mas que infelizmente não podemos comprar (tudo), e aí o desafio é seleccionar!

Façam como eu, estipulem um valor máximo, pensem no que vos faz mais falta e não vacilem! Depois de ultrapassar o patamar previamente definido é uma desgraça, acabamos sempre por gastar o dobro ou o triplo do que havíamos definido. Pensem nas férias maravilhosas com o vosso mais que tudo e questionem até que ponto vão precisar de tanta roupa lá!

Depois irei partilhar as minhas aquisições num outro post brevemente! E vocês já cederam a alguma tentação nestes saldos?