Fred… Espero ansiosamente por sexta-feira… E não é por ser segunda.

É que o prazo de entrega estimado para a minha mais recente compra online, será na próxima sexta-feira… Sou um fã condicional (depois explico melhor) desta marca com a qual tenho tido boas experiências de compra.

São vários os artigos que adquiri na sua loja online, desde vestuário a acessórios.

Desta feita, partilho a compra de um polo tal como podem ver pela imagem aqui contida, não se trata de mais um. Trata-se de uma edição comemorativa dos oitenta anos, da primeira de três vitórias de Fred Perry em Wimbledon. É daquelas peças que depois de muito uso e desgaste, guardas como recordação… Sim, eu sou esse tipo de pessoa.

Acredito em peças intemporais, as quais podem ser guardadas e preservadas mesmo quando já não as usas.

Tenho uma t-shirt da Lacoste que não uso mas guardo uma vez tratar-se da edição comemorativa de Roland Garros. O mesmo acontece com uma raquete Donnay em madeira, que obviamente não uso nas minhas partidas mas guardo e preservo.

Bom, este post não é obviamente sobre as minhas “taras e manias”, mas antes sobre o processo de compras online de umas das mais clássicas e emblemáticas marcas de Sportswear e Urbanwear do mundo, da qual sou fã desde a infância (depois explico melhor).

Comprometo-me a partilhar convosco o processo até à recepção da peça, desembalamento incluído.

Abraço!

*Sir Modas*

 

fredfred01fred02fred03

 

Anúncios

Wimbledon

Começou no passado dia 23 de junho o terceiro Grand Slam do ano.
Wimbledon o mais antigo torneio de ténis do mundo e por muitos considerado o mais prestigiado.
Principalmente pelos Ingleses.

O torneio encerra a época de relva tendo sido antecedido pela de terra-batida em Roland Garros – França.
Posteriormente teremos o cimento… Não… Ninguém vai “dar massa” dentro do court. A superfície é que é dura… dura? Bom, retenham o cimento.
Esta (cimento) encerrará no último Grand Slam do ano, o U.S. Open, nos Estados Unidos a seguir ao qual começará a última fase, “Indoor”, como o próprio nome indica, no interior de um pavilhão.

Neste momento faltam apurar os dois semi-finalistas masculinos da segunda semifinal, sendo que na primeira temos apurados a disputar entre si, o Sérvio, Novak Djokovic vs Grigor Dimitrov, Búlgaro.

Estando neste momento ainda em prova os mais que previsíveis, Wawrinka e Roger Federer ambos suíços.

Já no lado feminino, temos as duas semifinais definidas, no primeiro encontro um, Eugenie Biuchard vs Simona Halep e o segundo um, Lucie Safarova vs Petra Kvitova.
Uma vez que não conheço muito bem a carreira de nenhuma, que ganhe a melhor.

Registo com pesar as seguintes desilusões pelo simples facto de terem sido eliminados antes das semifinais e por não serem “apenas” jogadores(as) de ténis.

No lado masculino:
. Rafael Nadal, vencedor deste torneio em 2008 e 2010;
. Andy Murray, vencedor em 2013, jogava em casa.

No lado feminino:
. Venus Williams, com 5 títulos;
. Serena Williams, com 5 títulos.

No nosso “particular”, portugueses, é de lembrar que infelizmente o nosso país nesta modalidade, não tem um grande registo. Contudo estivemos representados no quadro principal feminino pela, Michelle Larcher Brito e por João Sousa no masculino, tendo este ainda participado na competição de pares.

Eu torço pelo Roger Federer numa final onde desejo a presença do Djokovic.

 

*Sir. Modas*

 

Wimbledon